(085) - 3366.8232

        O Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Faculdade de Odontologia da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem - FFOE da Universidade Federal do Ceará - UFC em nível de Mestrado e Doutorado, Área de Concentração: Clínica Odontológica, tem como objetivo formar profissionais qualificados para o exercício do ensino superior e atuação no mercado de trabalho com uma visão crítica da realidade e com conhecimento necessário para a prática da Odontologia baseada em evidências.

         Também visa desenvolver habilidades de investigação científica que capacitem o profissional a identificar problemas, elaborar hipóteses, planejar e executar pesquisas na área de Clínica Odontológica; preparar profissionais técnico e cientificamente para a realização de procedimentos Odontológicos de acordo com os avanços tecnológicos e finalmente estimular a capacidade crítica e a educação continuada com base em evidências científicas. Ademais, busca a formação de recursos humanos de forma integrada entre as atividades de ensino, pesquisa e extensão objetivando a integração entre a graduação e a pós-graduação para o fortalecimento da FFOE-UFC como instituição geradora de novos conhecimentos na região em que a instituição se insere.


          O Programa de Pós-Graduação em Odontologia (PPGO) da Faculdade de Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem - FFOE da Universidade Federal do Ceará (UFC), Área de Concentração: Clínica Odontológica, teve seu credenciamento aprovado pela CAPES em 2005 para o nível de mestrado, recebendo conceito 4. Posteriormente, em 2009, o PPGO teve o nível de doutorado aprovado e implementado, ratificando o amadurecimento científico e de gestão da Pós-Graduação no âmbito da FFOE e da UFC.    

          Desde o seu credenciamento até a avaliação de 2012, o PPGO recebeu conceito 4 e, baseado nos relatórios apresentados pela CAPES, implementou ações em várias frentes com o foco no conceito 5. A perseverança aliada ao trabalho contínuo resultaram no conceito 5 recebido pelo PPGO na última avaliação quadrienal (2013-2016), o que o torna o primeiro e único curso com esse conceito nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

          Agora, as responsabilidades aumentam e ações foram planejadas com o intuito de se solidificar no conceito obtido e trilhar o caminho em direção ao conceito 6 com vistas a próxima avaliação a ser realizada pela CAPES. Esse cenário atual reflete o perfil do PPGO, o qual, desde sua implementação, tem se inserido no contexto da formação de recursos humanos qualificados, onde o profissional é um misto entre um pesquisador de excelência e um docente extremamente habilitado, capaz de ingressar em universidades ou empresas do país e até mesmo do exterior, com uma filosofia de interação direta e constante entre a ciência e a profissão, difundindo este perfil profissional para as instituições que acolherão os profissionais formados no Programa.

           Em relação ao seu corpo docente, desde o ano de 2017 o programa conta com 30 professores permanentes (sendo 2 Jovens Docentes Permanentes) e 6 colaboradores (sendo um destes da Oregon Health & Science University), os quais desenvolvem suas pesquisas baseadas em três linhas de estudos: (1) terapêutica clínica e experimental aplicada; (2) epidemiologia em Odontologia; (3) avaliação de materiais odontológicos.

           Seguindo recomendações da CAPES, o PPGO conta atualmente com 26 projetos de pesquisa em andamento, que funcionam como projetos guarda-chuva, apresentando distribuição homogênea quanto a relação número de projetos por docente permanente, e que contemplam alunos de pós-graduação e de graduação.

          A matriz curricular é composta por disciplinas com fundamentação teórica e metodológica sob a responsabilidade de docentes permanentes, e que foram concebidas para conferir suporte ao desenvolvimento das linhas e projetos de pesquisa, sendo voltadas à formação didático-pedagógica. As disciplinas evidenciam aderência e suporte às linhas e projetos de pesquisa. Encontram-se inseridas em uma estrutura curricular e de modelo de oferta de créditos flexibilizada e foram conceituadas para atender ao perfil do egresso ora proposto.

          O PPGO tem desempenhado um papel chave na formação de Mestres e Doutores qualificados no Estado do Ceará e na Região Nordeste, visto que está entre os poucos Programas da região que possuem curso em nível de doutorado, além do fato de que isso se reflete na nucleação de outros Programas de Pós-graduação em Odontologia por egressos do PPGO.

         Desde seu credenciamento inicial até 10/05/2018, já foram formados um total de 170 mestres e 50 doutores. Tais aspectos fortemente apontam que o PPGO tem contribuído significativamente para a iminente mudança no que se refere à qualificação profissional em Odontologia, considerando-se o atual cenário do mercado de trabalho da região Nordeste do Brasil, particularmente no estado do Ceará.

             Desde sua implementação o PPGO atua em 3 linhas de pesquisa principais que são:

  • Avaliação de Materiais Odontológicos
  1. Objetivos:
    • Conhecer as propriedades físico-químicas e biológicas dos materiais odontológicos.
    • Verificar a correta indicação, manipulação e desempenho dos materiais na clínica.
  • Epidemiologia em Odontologia
  1. Objetivos:
    • Determinar a frequência e a distribuição de doenças orais em grupos de pessoas ou populações.
    • Estudar os aspectos históricos do desenvolvimento da Epidemiologia como campo científico e sua relação com as políticas de saúde.
    • Verificar os coeficientes e indicadores dos principais problemas em saúde coletiva.
  • Terapêutica Clínica e Experimental Aplicada
  1. Objetivos:
    • Avaliar e estabelecer o suporte científico para os procedimentos clínicos realizados em Odontologia.